quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Música n° 11 - Eterna Jornada - 2003 - Autor, letra e música: Ari A. Rodrigues

A gente nasce mama, dorme e chora.
A gente fala chora ri e dorme.
A gente anda cai dorme levanta.
A gente cresce e a vida acorda,
A gente cresce e a vida acorda.
A gente entra na escola e aprende.
A ler contar e coisas diferentes.
E muitas coisas que a gente aprende,
Não teve planos pra contar pra gente,
Não teve planos pra contar pra gente.
Sonhos definem o que aprender.
A vida explica como se viver.
A gente estuda forma e trabalha,
Trabalha o forma de viver em nada,
Trabalha o forma de viver do nada.
A gente encontra e metade e casa.
Constrõe palácio eterna morada.
A gente vive eterna jornada,
A gente vive eterna jornada,
A gente vive eterna jornada.
Os filhos vem alimentam os sonhos.
Os filhos crescem concretizam os sonhos.
Os filhos vão e os sonhos acordam,
Os filhos vão e os sonhos acordam,
Os filhos vão e os sonhos acordam.
Se envelhece é o fim da jornada.
E gente velho é dor é sofrimento.
Carrega as vezes o arrependimento,
Só resta a dor o sono e dormir,
A gente dorme pra não mais sentir,
A gente dorme pra não mais sentir.
E a gente vive eterna jornada,
E a gente vive eterna jornada,
A gente vive eterna jornada.