domingo, 16 de outubro de 2011

Música n° 15 - Quero ver você feliz - 07/2011 - Autor, letra e música: Ari A. Rodrigues.

Não vou mais viver assim com você perto de mim
As lembranças vão ficar, marcas apagar.
Os sinais apontarão a certeza da paixão
Que eu tenho por você, que só penso em querer.
É de mais para um coração viver sem ter razão
De querer ocultar, marcas da paixão.
Não vou mais sofrer assim por você longe de mim
Não vou mais te procurar, as lembranças vão passar.
Quero ver você feliz e não vou me importar
Se as lembranças vão voltar e a distancia de você
O tempo pode explicar a saudade vai ficar
Quando o dia anoitecer, e só pensar em você.
Dias desses vou mudar buscar um outro amor
Sem certeza de achar, alguém como você.
É difícil esquecer lembranças de você
Impossível de dizer que não vou amar você.
Quero ver você feliz e não vou me importar
Se as lembranças vão voltar e a distancia de você
Só o tempo vai apagar a vontade de te ver
Quando o dia amanhecer, e só pensar em você...
Dias desses vou mudar buscar um outro amor
Sem certeza de achar, alguém como você.
É difícil esquecer lembranças de você
Impossível de dizer que não vou amar você...

Música n° 14 - Caminhos Sem Fim - 07/2011 – Autor, letra e música: Ari A. Rodrigues.

Apaguei a força de uma corda bamba
Destruí o arco de uma flecha torta
Afrouxei o nó da gravata presa
Retirei a flor da lapela morta
Muda rumo muda, muda, rumo voa
Em busca da forma de outra pessoa.
Ajeitei o cravo na lapela viva
Foto e grafia da vida apagada.
Apaguei a sombra nos meus ombros largos
Acendi a chama de meus devaneios.
Muda rumo muda, muda, rumo voa
Em busca da forma de outra pessoa.
Descobri a fera que existe em mim
Encontrei caminhos que não tem mais fim.
Percebi vestígios de uma sombra morta
Apaguei vestígios de uma flecha torta
Muda rumo muda, muda, rumo voa
Em busca da forma de outra pessoa.
Busca o semblante que te alucina
Nele sonhos e caminhos que não tem mais fim...
Muda rumo muda, voa rumo voa...

Música n° 13 - Utopia Minha - 07/2011 - Autor, letra e música: Ari A Rodrigues

Sobre tantas coisas que não quis falar
Sobre tantas coisas que não quis dizer
Sobre tantas coisas que não quis pensar
Penso esqueci de querer falar
Penso esqueci de querer dizer
Penso esqueci de querer pensar.
Sobre falar, sobre dizer, sobre pensar, sobre querer.
Falo tantas coisas que não sei falar
Digo tantas coisas que não sei dizer
Penso tantas coisas que não sei pensar
Quero tantas coisas que não posso ter.
Sobre querer, sobre pensar, sobre dizer, sobre falar.
Ouço tantas coisas que não quis ouvir
Leio tantas coisas que não quero ler
Vejo tantas coisas que não quero ver
Tenho sentimentos que não posso ter.
Sobre ouvir, sobre estudar, sobre olhar, sobre querer.
Amo tantas coisas que não soube amar
Vivo tantas coisas que não vou viver
Tenho sentimentos que não sei sentir
Quero tantas coisas que não posso ter.
Sobre amar, sobre viver, sobre sentir, sobre querer.
Vivo tantas coisas que não sei viver
Sonho tantas coisas que não sei sonhar
Quero tantas coisas que não posso ter
Amo tantas coisas que não posso amar.
Sobre viver, sobre sonhar, sobre querer, sobre amar.
Sobre tantas coisas não vou desistir
Sobre outras coisas eu vou persistir
Quero ser feliz e vou buscar
Minha melhor forma de saber amar.
Sem desistir, vou persistir, sobre amar, sobre querer.
Toda esta loucura um dia vai passar
Utopia minha vou saber vencer
Coração bandido não procure mais
Sonhos impossíveis que não pode ter.
Sem decidir, vou redimir, sobre sonhar, sobre viver...