Minha Inseparável Companheira - 09/08/2014.


 

Noite ou dia, você não me abandona.
Companheira fiel, acorda nas madrugadas irada!
Deixo você irritada, quando em companhia de minhas “loiras”. 
No frio é pior, você escama e exclama,
Esbranquiçando, como a neve, a roupa escura que visto.
Sua ira é tão forte que meu corpo lateja.
Insuportável tolerar sua ira e reação.
Você não tem culpa, não tem cura,
Quem ti cura é minha cabeça.
Você é assim por culpa minha, você não pode fazer nada,
Vou precisar mudar para que você me abandone.
Mudar exige ignorar meus problemas cotidianos,
Não me importar com ausências em minhas janelas,
Ter que abandonar minhas “loiras” e não sentir falta delas,
Ignorando sentimentos e carências.
Encarar numa boa, meus insucessos.
Mudando meus hábitos sei que você ficará adormecida.
Você é geniosa, genética, e jamais me abandonará!
Mas, preciso que me deixe por uns tempos.
Ou me afasto de você ou você acaba comigo,
Minha inseparável amiga Psoríase!