Renúncias!




Fico vendo a flor renunciar a dor quando a água não cai.
Fico vendo a dor renunciar ao amor quando o sol não sai.
Amo! renuncio, não entendo a dor.
Nego, não entrego, renuncio a flor.
A flor é o amor, a dor é a flor.
Acostumado a dor, renuncio a flor.
A água não cai o sol não sai.
A flor espera, não sente a dor.
A lua precede o sol.
O sol precede a lua.
Um renuncia o outro é renunciado.
Um dorme o outro acorda.
A flor dorme, não renuncia.
Espera a água cair e o sol surgir.
O sol, lua, dor, água e flor.
A flor, o amor, a renúncia a dor...
Sol e lua sustentam a flor, água, amor e dor!